4 de fev de 2012

seras sempre grande parte de mim.


é incrível é mesmo incrível como todo o passado ainda consegue mexer tanto comigo, como uma simples fotografia me faz voltar a esses tempos, onde tudo o que eu mais queria era ser feliz, já hoje tudo o que eu mais quero é voltar a esses tempos.
Podia ser mimada e criancinha mas pelo menos eu tenho a certeza que ali, naqueles momentos ninguém era mais feliz do que eu.
Dava tudo para te voltar a abraçar e dizer o que sempre foste para mim, tenho pena, tenho pena de ter feito as coisas erradas e de te ter perdido.
Ver-te e não poder dizer que ainda fazes parte de mim custa, principalmente quando me olhas e viras a cara, quando nem um olá consegues dizer.
Muito tempo passou desde esses tempos fantásticos, eu cresci, tu cresceste e o que era nossa? foi-se para sempre.
"Foi-se para sempre" como custa dizer tal coisa, como custa admitir que saíste da minha vida de uma vez por todas, depois de eu tanto chorar por ti, depois de eu querer que fosses embora tu ficas-te e agora que tudo o que eu mais queria era ter-te comigo tu decides virar as costas e fingir que tu e eu? nunca nos conhecemos, fazes com que todo o nosso passado seja esquecido e conhecido como o tempo mais estúpido de toda a minha vida...
Se tu soubesses um terço daquilo que eu te quero dizer, meu Deus...
Mas eu sei que iras ler isto, por isso:
- não quero que tu te esqueças NUNCA de tudo o que vivemos, de todas as brincadeiras, gargalhadas, aulas, choros... Por favor podes seguir com a tua vida mas não te esqueças do que foi e será sempre nosso.
Adeus.

7 comentários:

silver disse...

fiquem encantada com este texto! :3

inês geraldes disse...

Desculpa, mas não posso enganar a annie :(((
Agora a sério, o que se passa baby?

silver disse...

sim princesa, e muito! <3 <3

silver disse...

claro *.*
continua a escrever assim, voltarei ao teu cantinho mais vezes! :D

inês geraldes disse...

Acho bem que percebas :')
Hm, se quiseres falar já sabes.

inês geraldes disse...

De nada <3

Diana Costa disse...

adoro o texto :)